CAMINHADA OU TROTE: POR QUAL DEVO COMEÇAR?

Já ouviu a frase “comer e coçar é só começar”? Com a atividade física é a mesma coisa. Então, vamos começar pela caminhada? Esta é uma atividade simples e que além da segurança e facilidade, pode ser praticada em vários locais e praticamente por todas as pessoas e idades. Além disso, se praticada com frequência, promove inúmeros benefícios para a saúde. A velocidade vai depender de alguns fatores como idade, condicionamento físico e se o praticamente está se recuperando de algum problema de saúde. Porém, a título de conhecimento, a velocidade média da caminhada fica entre 5 e 6,5 km/h. 

Várias são as estratégias para iniciar e progredir e uma delas é traçar distâncias ou tempo a serem alcançados, por exemplo: andar 10, 20 ou 30 minutos por dia ou com distâncias, caminhar 300, 400 ou 500 metros. Com o passar dos dias e com a melhora do condicionamento, podemos trabalhar com a variável velocidade. Fazer um pequeno aumento na velocidade, já mostra que as adaptações e progressões estão acontecendo.

   Outra forma de iniciar as atividades é medir a quantidade de passos por dia. Existem alguns aplicativos que, entre outras funções, marcam a quantidade de passos por dia. Por mais básico que pareça, as pessoas estão se movimentando cada vez menos com o passar dos anos. Para alguns, 6.000 (seis mil passos) por dia é muito, já para outros é pouco. Para estes, podem colocar 10.000 (dez mil passos) por dia no aplicativo, por exemplo.

Imagine a cena: algumas pessoas saem de casa, entram no elevador, entram no carro ou transporte público e chegam no trabalho, sentam ou trabalham fazendo poucos movimentos ou movimentos específicos e, horas depois, fazem o caminho de volta para casa. Como inserir a caminhada nessa rotina? Uma estratégia seria, na volta para casa, descer um andar abaixo do andar que mora e subir pela escada. Com o passar das semanas pode-se acrescentar, subir dois degraus por vez ou descer dois andares antes e assim por diante. 

Para quem mora em casa, pode descer um ponto antes do normal e fazer esse percurso a pé para casa. Por mais básico que pareça, quem está sedentário sente diferença positiva na saúde, além de gerar aderência para hábitos saudáveis. Lembrem-se: estamos falando de saúde e usamos o movimento como ferramenta para melhora de comportamento.

Formas variadas não faltam para se mexer. Quer ver outro exemplo para quem está em um estágio mais avançado? Na semana um, ande 1 km em um determinado tempo. Na semana dois, percorra a mesma distância diminuindo o tempo. Para que você saiba, esse ritmo médio em que se percorre um quilômetro em minutos chamamos de “Pace”. Nas semanas seguintes você pode planejar várias estratégias, aumentar a distância ou velocidade, e por aí vai. 

Para quem anda em ritmo acelerado, pode iniciar um trote. Nós dizemos que esta é uma fase de transição entre a caminhada e a corrida. Podemos planejar caminhar 15 a 20 minutos, depois 30” de trote e 60” caminhar. Com a adaptação, outros estímulos serão adotados. Planeje uma caminhada de 3 a 5 minutos, trotes de 1 a 2 minutos e volta à caminhada. Tenha sempre orientação do profissional de educação física: ele vai planejar de forma segura para que os objetivos sejam alcançados.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima